25 Apr 2010

O Bom Pastor nos conduz ao Pai*

Muitas pessoas procuram orientação, mas a sociedade em que vivemos mais manipula que orienta! Estamos sendo seduzidos pelos interesses do dinheiro e do poder. Pensando que somos livres e seguimos nosso próprio caminho, somos levados pelo sistema e pela propaganda, enquanto se esconde em nós, envergonhados, o desejo de ser conduzidos de modo confiável e verdadeiro.

Na Bíblia, aquele que conduz se chama pastor. É disso que trata o Evangelho. Jesus se apresentou como o Pastor Fidedigno; no trecho que é lido hoje, Ele fundamenta Sua confiabilidade no amor que O une ao Pai. Por esse amor, Cristo nos conduz a Deus e ninguém nos poderá arrebatar d’Ele e do Pai.

Deus é “mistério”. Não conseguimos concebê-lo com clareza. Ele é grande demais para que O possamos descrever. É a “instância última” de nossa vida. Mas Jesus O torna acessível, visível. Podemos orientar nossa vida para a instância última graças a Cristo, que nos conduz se a Ele nos confiamos.  O Bom Pastor está tão unido a Deus que, para nós, Ele é a presença de Deus em pessoa. N’Ele, estamos em Deus. Deus é a “pastagem”, isto é, a felicidade para onde Jesus-Pastor nos conduz.

Na segunda leitura, este Pastor é apresentado como sendo também “Cordeiro”, Vítima pascal, que resgata e liberta da escravidão as ovelhas, que somos nós. Esta imagem vem completar a do  Pastor. Pois um pastor parece muito chefe. Jesus é também Ovelha, igual a nós, porém, totalmente consagrada a Deus. Ele nos conduz a Deus, vivendo a nossa própria situação.

Como somos conduzidos por Jesus? Não mecanicamente! Ele nos conduz, mas não nos força! A nós cabe o esforço. Devemos “conhecer” Cristo, gravar Seu retrato em nosso coração. Depois, com esta imagem na cabeça e no coração, vamos olhar para a nossa vida e seus desafios. Vamos perguntar o que  Ele faria se estivesse em nossa situação. Finalmente, apoiados pela comunidade eclesial, vamos escolher o caminho que acreditamos sinceramente que Ele escolheria. Este será o caminho de Jesus-Pastor.

Caminho para todos. As leituras de hoje nos mostram que as palavras e o caminho de Jesus se destinam a todos, judeus e não judeus. Paulo rompeu o confinamento cultural da mensagem de Cristo dentro do mundo judeu. Também hoje, para que o rebanho possa ser integrado por quantos quiserem e siga sem impedimento o Cordeiro-Pastor é preciso romper barreiras e confinamentos. Inculturar o Evangelho em outras culturas que não a tradicional cultura ocidental. Nas culturas afro-brasileiras e ameríndia do Brasil. E assim pelo mundo afora. Para construir a grande multidão de todas as nações, tribos, povos e línguas que seguem o Cordeiro, como diz o Apocalipse.

Padre Pacheco

Comunidade Canção Nova

Cf. Konings, J. “Liturgia Dominical”, p.384-385. Ed. Vozes. Petrópolis RJ: 2004.

Dezembro

37%

Confira a revista deste mês
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.