05 Jan 2019

O amor ao próximo é o princípio da vida em Deus

Não existe vida em Deus sem amor, somos todos filhos d’Ele, e o que devemos uns para os outros é amor

“Esta é a mensagem que ouvistes desde o início: que nos amemos uns aos outros, não como Caim, que, sendo do Maligno, matou o seu irmão. E por que o matou? Porque as suas obras eram más, ao passo que as do seu irmão eram justas (1João 3,11).

“Amemos uns aos outros”, esse é o princípio da vida em Deus. Não existe vida em Deus sem amor, somos todos filhos d’Ele, e o que devemos uns para com os outros é amor. Não podemos excluir ninguém do nosso amor.

Podemos amar o outro da forma como ele precisa e merece ser amado, mas deixar de o amar, jamais! Quando deixamos de amar alguém preferimos o ódio, o rancor, a indiferença, deixamos que as obras das trevas cresçam no nosso coração. Todos nós temos dentro do nosso coração um Caim e um Abel.

Abel era o homem justo, que colocou Deus em primeiro lugar, que amou Deus; viveu o amor nas suas obras e ações. Do seu lado, Caim, seu irmão que amava a si mesmo em primeiro lugar, era invejoso e ciumento. O ciúmes e a inveja provocam males terríveis, inclusive, matam toda a força do amor em nós, e, por inveja e ciúmes, Caim matou seu irmão Abel.

Primeiro, não matemos o Abel em nós, eliminemos o Caim ou eduquemos o Caim que está em nós. Segundo, não matemos nossos irmãos, porque temos uma capacidade grande e terrível de matarmos uns aos outros. A língua que Deus nos deu para a bênção é o grande canal que usamos para matar uns aos outros, falamos mal uns dos outros, caluniamos, perseguimos, falamos o pior do outro, nunca o melhor.

É incrível como o ser humano tem a capacidade para falar mal e pouquíssima para elogiar e reconhecer os valores. Quando não queremos bem alguém, sabemos a lista de todos os defeitos dela, até mesmo das pessoas que gostamos, estamos sempre encontrando defeitos e problemas naquela pessoa. Mas quem vive o amor encontra os valores na pessoa do outro, exalta a pessoa mesmo nos momentos difíceis que ela esteja enfrentando. Busquemos encontrar o que levanta e não o que derruba ou destrói.

Caim derrubou tanto o seu irmão Abel, que o destruiu e tirou sua vida. Estamos matando uns aos outros, estamos usando o que temos em nossas mãos, em nossa boca, em nosso coração para fazermos mal e falarmos mal uns dos outros.

Nossas redes sociais estão repletas de fofocas, as pessoas usam o WhatsApp e outros mecanismos para falarmos mal uns dos outros. Isso não é de Deus, mas do maligno! E quem é do maligno não faz a vontade de Deus.

Se nos esforçarmos, neste ano que estamos vivendo, para termos 365 dias para não falar mal, não desejar o mal e nos esforçarmos para amar o outro, teremos vivido, de fato, o Evangelho em nossa vida.

Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Ajude a Canção Nova!

0%

Confira a ediçao especial da revista
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.