26 set 2015

No sofrimento ficamos mais próximos de Jesus Cristo

É importante dar sentido, é não sofrer inutilmente, é não parecer que o sofrimento veio para nos castigar. Porque, todo o sofrimento humano vivido como plena oblação, entrega, oferta a Deus é redentora, salvadora.

O Filho do Homem vai ser entregue nas mãos dos homens” (Lucas 9, 44).

Os discípulos não podiam entender o significado e o alcance de tamanha revelação e declaração da parte de Jesus: “O Filho do Homem vai ser entregue nas mãos dos homens” (Lucas 9, 44).

Parece meio obscuro, duro demais de entender ou acreditar, é como se Jesus estivesse dizendo: ‘Eu também sou tão humano quanto os outros homens, e eles [ os homens] também podem me fazer sofrer. E não fugirei do sofrimento, não fugirei dessa condição humana que assumirei na plenitude!’.

Sabe, meus irmãos, precisamos, cada vez mais, conhecer-nos, identificar-nos, espelhar-nos no Cristo Jesus, Aquele que assumiu a natureza humana. Quando contemplamos o Cristo Jesus, na Sua totalidade, vamos entender que Ele, ao mesmo tempo, é tão divino, mas é tão homem como nós. Isso vai dar mais sentido ao nosso jeito de ser humano, saberemos compreender melhor, viver melhor, redimensionar melhor as nossas dores, os nossos sentimentos, os estigmas que passamos na vida.

Porque, não há nada mais duro do que a pessoa que sofre, que passa por doenças, enfermidades, que vive infortúnios em sua vida, achar que é um castigado, achar que Deus não a ama ou qualquer coisa parecida; se nem Seu Filho foi livre das contradições da humanidade, nenhum de nós, também, nos veremos livres dela.

As contradições da humanidade acontecem em todos os âmbitos da sociedade. Quem neste mundo não sofre? Pode ser que uns sofram mais, outros menos, mas aqui não é a comparação numérica, não é a comparação proporcional, o tamanho do sofrimento de um ou de outro. O que é importante, é dar sentido, é não sofrer inutilmente, é não parecer que o sofrimento veio para nos castigar. Porque, todo o sofrimento humano vivido como plena oblação, entrega, oferta a Deus é redentora, salvadora. Todo o sofrimento humano bem aceito e bem vivido nos torna mais próximos de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo!

Por isso, se Ele, o Filho do Homem, vai ser entregue nas mãos dos homens como rejeitado e desprezado, nós, muitas vezes, sofremos também a rejeição e o desprezo, mas estamos unidos a Cristo Jesus que assume a nossa humanidade.

Deus abençoe você!

Comentários