18 out 2014

Ninguém pode ser Igreja sozinho

Todos somos chamados a ser discípulos do Senhor. Ninguém pode ser Igreja sozinho, ninguém pode ser discípulo de Jesus por conta própria.

“O Senhor escolheu outros setenta e dois discípulos e os enviou dois a dois, na sua frente, a toda cidade e lugar aonde ele próprio devia ir” (Lucas 10, 1).

A Igreja nos dá hoje a graça de celebrarmos o evangelista São Lucas, aquele que escreveu o Evangelho com seu nome e também o livro Atos dos Apóstolos. Lucas, como evangelista, era também um discípulo de Jesus. Quando lemos o Evangelho de São Lucas e o Atos dos Apóstolos sentimos arder dentro de nós um verdadeiro convite para fazermos parte da escola de Jesus, para aprender com Ele o modo de viver a vida; viver a vida em Deus e com Ele.

Nós somos chamados a ser também discípulos do Senhor e a aprender com Ele. E quem aprende ensina; aquilo que aprendemos do Senhor nós devemos também ensinar para os outros! Quem recebe Deus, no seu coração, O leva também para os outros, se torna portador da mensagem  e da presença d’Ele.

O discípulo aprendiz, aquele que está aprendendo na escola do Mestre, é também chamado a ser apóstolo, a levar o Reino de Deus e a anunciar a mensagem do Evangelho. Por isso, no discipulado, nós também somos enviados para pregar, anunciar e proclamar o Reino de Deus.

No entanto, há duas coisas importantes quando o Senhor envia Seus discípulos. A primeira coisa é: Ele não os envia sozinhos, ninguém vai sozinho anunciar o Reino de Deus! O Senhor enviou dois a dois, depois em grupos e assim por diante. Ninguém pode ser Igreja sozinho, ninguém pode ser discípulo de Jesus por conta própria. É preciso estar inserido na comunidade, é preciso fazer parte da comunidade de fiéis, porque o Senhor nos ensina quando estamos juntos, Ele formou uma escola para Seus alunos e o fez não de  forma individual, mas coletiva.

Por essa razão, somos chamados a romper com toda a tentação do isolamento, porque não podemos negar que isso é uma tentação dos tempos modernos e da sociedade em que vivemos. Vivemos isolados para pensar do nosso jeito, da nossa forma. Não deve ser assim, pois somos chamados, mas precisamos estar em comunidade!

A segunda coisa é: o discípulo não é enviado para as facilidades da vida, mas é enviado para o meio dos lobos. Nós vamos anunciar o Evangelho em uma sociedade pagã, cruel e indiferente a Deus, que, muitas vezes, vai até nos ferir e nos machucar, mas não podemos nos tornar lobos também. Precisamos manter a mansidão do Cordeiro, que é enviado para o meio dos lobos para os evangelizar e para pregar a Palavra a eles.

Por isso anunciar o Evangelho, para a Igreja, nunca foi fácil e nunca o será! As dificuldades, as tentações, as provações e tudo aquilo por que passamos é para viver uma vida em Deus e para anunciar o nome d’Ele, o Senhor mesmo nos alerta sobre tudo isso, nos prepara e nos envia! É nessa messe, é neste campo que nós precisamos anunciar o amor de Deus, que nos converte e nos convence a cada dia.

Deus abençoe você!

Comentários