16 Oct 2009

MEDO? DE QUE E POR QUÊ? Lc 12,1-7

Jesus hoje dá esperança aos seus discípulos. Jesus era especialista nisto, Ele sempre tinha palavras de vida eterna, principalmente para aquelas pessoas que não tinham mais sentido na vida, quem eram dominados pelo medo, pelos opressões sociais e religiosas. Muitos ali, não percebiam o verdadeiro valor que tinham pois eram castrados por aqueles que detinham o poder, tanto social como religioso. Jesus vem trazer uma luz no fim do túnel.

E como sabemos, as palavras de Jesus ecoam até nós, hoje e sempre. E Ele ainda quer dizer isso para cada um de nós. Não devemos ter medo de tudo que vemos: violência, crises econômicas, doenças sociais, como depressão. Claro, que devemos estar atentos à realidade, ter cuidados, pois, infelizmente, todas essas coisas existem, estão presentes no mundo e não podemos fugir, porém, não podemos nos entregar ao medo. Devemos sim acreditar na Misericórdia e na Providência Divina. Ele sabe de tudo, Ele faz bem todas as coisas. E principalmente, Ele nos ama.

Nós temos valor, nós somos especiais, somos filhos de Deus. Ele quer que sejamos santos e retos, como Seu filho. Ele não nos quer como os fariseus, sepulcros caiados, mas quer que sejamos repletos do Espírito Santo, anunciando a Palavra, vivendo a Palavra. Quer que sejamos diferentes neste mundo e façamos nossa parte para diminuir a triste realidade que está diante dos nossos olhos. Não nos entreguemos ao medo! Sejamos confiantes no Amor de Deus.

Aqueles que estão mais próximos do Senhor são os primeiros que escutam os Seus ensinamentos, logo são os que mais aprendem com o Mestre. Milhares de pessoas se reuniam para escutar Jesus falar, porém, Ele se dirigia primeiro aos seus discípulos! Todos nós que temos comunhão com Jesus e, através da oração, intimidade com Ele por meio do Seu Espírito Santo, recebemos o alerta para que não venhamos a cair na hipocrisia do mundo. O fermento dos fariseus era a falsidade, isto é, eles falavam o que não viviam e exigiam dos outros ações que eles mesmos não praticavam. Suas palavras, gestos e atitudes divergiam do que eles traziam dentro do coração. Faziam julgamentos inconsequentes e não tinham compaixão com os erros das pessoas e, por essa razão, eram temidos pelo povo. Jesus, no entanto, pregava a transparência e a verdade como normas de vida para todos os homens: “Não há nada de escondido que não venha a ser revelado”. E acrescentava: “não tenhais medo daqueles que matam o corpo, não podendo fazer mais do que isso”; “temei aquele que, depois de tirar a vida, tem o poder de lançar-vos no inferno”.

Deste modo, não tenhamos medo daqueles que tramam contra os filhos de Deus. Não tenhamos medo de dizer a verdade, de proclamar bem alto o que o Espírito nos inspirar. O Senhor que nos criou sabe tudo a nosso respeito, sabe da nossa constituição, corpo, alma e espírito e conhece profundamente nossas intenções. Valemos muito mais do que os pardais e nenhum de nós seremos esquecidos por Deus. O Senhor nos guarda com carinho para o Seu dia.

Você tem medo dos homens? Você costuma se render aos projetos dos homens por receio de que eles possam prejudicá-lo? Você é fiel ao Evangelho, mesmo que seja contra todo o mundo? Você é uma pessoa dada a segredos, subterfúgios, ou você é transparente e claro nas suas colocações?

Senhor, fica conosco e ajuda-nos a entender Teu Amor, que possamos perceber o valor que temos e que muitas vezes não sentimos. Que o Espírito Santo nos mova e nos console, nos mantenha firmes na Tua caminhada e seguindo sempre o Amor.

Comentários

Novembro

40%

Confira a revista deste mês
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.


  • Comentários