14 Jul 2018

Jesus nos conhecerá diante do Pai quando nós O reconhecermos

Jesus nos conhecerá diante do Pai quando nós O reconhecermos na nossa vida, nos nossos atos, nas nossas atitudes

“Portanto, todo aquele que se declarar a meu favor diante dos homens, também eu me declararei em favor dele diante do meu Pai que está nos céus. Aquele, porém, que me negar diante dos homens, também eu o negarei diante de meu Pai que está nos céus” (Mateus 10,32-33).

Há uma cena que precisa estar gravada em nossa mente, na nossa fantasia e dentro do nosso coração. Quando partirmos desta vida, iremos para o tribunal de Deus; e diante desse tribunal, estará Jesus nos apresentando ao Pai, dizendo: “Esse é meu discípulo. Esse faz parte do meu Reino. Vinde, abre as portas para ele”.

.:Participe do Aprofundamento ‘Estudo Orante da Bíblia’ com padre Roger Araújo

Outra cena, que pode acontecer, é Jesus dizer diante do tribunal: “Pai, esse eu não conheço. Esse nunca se declarou para mim”. Podemos até dizer: “Senhor, eu estava lá, eu tinha o terço na mão. Eu ia às missas. Eu comungava. Eu fazia parte do grupo de oração. Eu fazia parte do apostolado. Eu falava em Seu nome. Eu partilhava as homilias diárias. Eu rezava mil Ave-Marias”.

Jesus nos conhecerá diante do Pai quando nós O reconhecermos na nossa vida, nos nossos atos, nas nossas atitudes, em tudo aquilo que fizermos, quando não tivermos vergonha de ser discípulos d’Ele nem de declarar o nosso amor por Ele. Não estou falando de pieguismo ou exageros, mas de testemunho de vida, de não termos medo nem vergonha de testemunhar que amamos Jesus, que a nossa vida tem sido transformada e mudada por Ele, por isso somos diferentes.

No nosso trabalho, onde nos encontramos, onde estamos, muitas pessoas não creem da mesma forma que nós cremos. Não precisamos julgar nem condenar ninguém, precisamos dar testemunho de vida. Na nossa família, muitos não conhecem ou, se conhecem, não seguem Jesus. É o lugar do testemunho de vida e de coerência. Muitas pessoas deixam de segui-Lo, porque os discípulos de Jesus não dão testemunho, não testemunham com a própria vida o amor a Jesus Cristo, nosso Senhor e Salvador.

Alguns comportamentos são fundamentais, não nos deixemos corromper. Em um mundo onde é muito comum as falcatruas e vantagens, a melhor maneira de testemunhar Jesus é não se deixar contaminar por essa mentalidade. Num mundo onde as pessoas profanam tudo, onde a maldade está presente nas mínimas relações, não faça a mesma coisa, seja diferente, porque vai ser diferente a forma como Jesus vai nos apresentar ao Pai no dia do julgamento. “Sim, meu Pai, esse eu conheço. Esse não me negou nem me renegou, é meu discípulo”.

Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Ajude a Canção Nova!

0%

Confira a ediçao especial da revista
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.