04 jun 2011

Jesus, ensina-me a pedir em seu nome!

A preocupação de Jesus – neste Evangelho de hoje – nos revela que, talvez, os discípulos não estivessem acostumados a rezar em nome de Jesus. Daí: Se vocês pedirem ao Pai alguma coisa em meu nome, ele lhes dará. Até agora vocês não pediram nada em meu nome; peçam e receberão para que a alegria de vocês seja completa”.

Depois, Jesus lança um olhar ao passado, para dizer que se serviu de palavras e imagens que encerravam um significado profundo, que nem sempre os discípulos podiam compreender. Mas, futuramente, após a Páscoa, as Suas palavras serão compreendidas e atingirão o íntimo dos corações, graças à intervenção do Espírito Santo.

A oração, então, será o «lugar» onde os discípulos conhecerão a relação profunda que existe entre Jesus e o Pai, e de Jesus e do Pai com eles. O perfeito entendimento no amor e na fé com Jesus, fará com que a oração dos discípulos seja feita de modo conveniente e, por isso, aceita pelo Pai.

Pedir “em nome” de Jesus significa pedir em união de vontade com Ele. Pedir tudo o que é necessário para a realização da vontade do Pai. O convite ao pedir – dirigido aos discípulos – dá-lhes responsabilidade e integra-os no dinamismo da missão. Com a iniciativa do pedir, o discípulo integra-se no plano libertador e vivificante de Deus. E com a certeza do atendimento de seu pedido pelo Pai, fortalece sua esperança e perseverança na luta, em completa alegria.

Jesus falará com clareza, aos discípulos, através do Espírito da Verdade que enviará. Completa-se a Sua missão: Ele saiu do Pai, veio ao mundo e, agora, deixa o mundo e vai para o Pai. Quem está em união com Jesus – e n’Ele com o Pai – participa de uma só vontade. O seu pedir é a realização da vontade do Pai. Em união com Jesus, vive-se o amor na comunidade, a oração e a missão de servir aos pobres em suas necessidades e direitos.

A vinda do Espírito Santo inaugurará um tempo novo no qual poderão dirigir-se ao Pai em nome de Jesus, porque o seu Senhor, em razão de Sua passagem para o Pai, tornou-se verdadeiro mediador entre Deus e os homens.

Jesus, o Senhor me ensina a pedir em seu nome. A fazer minha a sua causa. A ver o mundo com os seus olhos e a dar-me como o Senhor se deu ao Pai pelos homens. Como estou longe de tudo isso! É por esta razão que tantas vezes me sinto desiludido em minha oração e desanimo no meu apostolado e serviço aos irmãos. Olha Jesus, com piedade, as minhas veleidades em Te servir. Vem ao encontro das minhas ilusórias esperanças de gratificação. Ampara-me, purifica-me. Dai-me um coração semelhante ao seu. Dai-me o impulso desinteressado do seu amor. Ajuda-me a amar contigo e como o Senhor. Amém.

Padre Bantu Mendonça


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.

https://www.facebook.com/pe.rogeraraujo/?fref=ts

Comentários