01 abr 2008

JESUS E NICODEMOS Jo 3,7b-15

Estamos diante de uma contradição entre a incredulidade dos judeus, representados por Nicodemos, e o anúncio do novo trazido por Jesus. Nicodemos embora sendo meste não entende por estar preso ao passado. Ainda não conseguiu enxergar a água que regenera o homem tornando-o uma nova criatura.

Urge pôr de uma vez por todas na cabeça que, quem se faz discípulo do Ressuscitado deve dispor-se a viver a aventura do Espírito que o transforma. Esta exigência está contida na afirmação enigmática de Jesus: “O vento sopra onde quer; você escuta o barulho, mas, não se sabe nem de onde vem nem para onde vai. A mesma coisa acontece com quem nasceu do Espírito”.

Este alerta é fundamental para quem foi iniciado no processo de discipulado. Tornar-se discípulo de Jesus comporta colocar-se à inteira disposição do Espírito. Só assim, irá se precaver contra a tentação de querer aprisionar o Espírito e colocar Deus dentro dos próprios limites humanos. Opção empobrecedora, pois impede o ser humano de deixar desabrochar toda a riqueza de dons que lhe foi confiada por Deus. Fechando-se dentro de seus próprios limites, o discípulo tende a acomodar-se, a não ser criativo, e a contentar-se com o pouco, a deixar-se abater pelas críticas, pelas incompreensões e pelos insucessos.

Soprando onde e como quer, o Espírito proporciona ao discípulo um dinamismo incomum, a ponto de se admirar com os próprios feitos. Embora pequeno e frágil, não temerá realizar grandes empresas. Tornar-se-á forte diante das contrariedades da vida, a ponto de superá-las todas, e destemido em se tratando de dar testemunho do Ressuscitado. Mostrar-se-á, também, possuidor de uma sabedoria, antes desconhecida; e manterá viva a chama da fé e da esperança, quando o fracasso bater à sua porta. Basta deixar-se conduzir pelo Espírito!

A subida de Jesus para junto do Pai manifesta a sua origem divina e garante a verdade da palavra que Ele nos anunciou. A sua Ressurreição é testemunho a favor de tudo o que Ele nos ensinou. Quem dera meu irmão, minha irmã que todos nós nos abríssemos profundamente para receber o dom de Deus que consiste em nascer pela água e pelo espírito!

É, necessário aceitar esse testemunho e ser-lhe fiel, para que o novo nascimento, que é o Baptismo, nos introduza verdadeiramente na Vida Eterna.

Comentários

Setembro

52%

Confira a revista deste mês
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.


  • Comentários