24 set 2012

Jesus aniquila as trevas da ignorância e dissipa a escuridão do pecado

A lâmpada no candeeiro é Nosso Senhor Jesus Cristo, a verdadeira luz do Pai que ilumina todo o homem que vem a este mundo. Dito de outra forma, é a Sabedoria e a Palavra do Pai. Tendo aceitado a nossa carne, tornou-se realmente e foi chamado de a “Luz” do mundo. É celebrado e exaltado, na Igreja, pela nossa fé e pela nossa piedade. Torna-se, assim, visível a todas as nações e brilha para todos os da casa, isto é, para o mundo inteiro, tal como é dito nas Suas Palavras: “Não se acende uma candeia para pô-la debaixo de um vaso, mas no candelabro onde brilhe para todos os da casa”.

Mais uma vez, com estas palavras, Jesus nos incita a levar uma vida sem mancha, aconselhando-nos a velar, constantemente, sobre nós mesmos, uma vez que somos colocados diante dos olhos de todos os homens, tal como “atletas num estádio visto por todo o universo”, na linguagem paulina.

Como se vê, Cristo designa-se a Si mesmo como lâmpada. Sendo Deus por natureza, tornou-se carne no plano da salvação, uma luz escondida na carne, tal como debaixo de um vaso. Era nisto que Davi pensava quando dizia: “Uma lâmpada para os meus passos é a Tua Palavra, uma luz no meu caminho”, porque Deus faz desaparecer as trevas da ignorância e do mal entre os homens.

Jesus é o único que pode aniquilar as trevas da ignorância e dissipar a escuridão do pecado. Cristo tornou-se para todos o caminho da salvação. Conduz, junto do Pai, aqueles que, pelo conhecimento e pela virtude, avançam com Ele pelo caminho dos mandamentos, considerado caminho da justiça.

O candeeiro é a Santa Igreja, porque o Verbo de Deus brilha por causa da Sua pregação. É, deste modo, que os raios da Sua verdade podem iluminar o mundo inteiro, mas com uma condição: não a esconder sob a letra da Lei. Todo aquele que fica preso apenas à letra da Escritura vive segundo a carne: põe a lâmpada debaixo do vaso. Pelo contrário, é necessário colocá-la no candeeiro. E, assim, Cristo, Cabeça da Igreja, ilumina todos os homens.

Iluminados por Cristo, não podemos nos sentar tranquilos, escondidos num cantinho do mundo, porque estamos à vista de todos os homens, tal como uma cidade situada no cimo de um monte; tal como, em casa, uma luz que se pôs sobre o candeeiro. Saiba que as piores malícias não poderão lançar qualquer sombra sobre a nossa luz se vivermos na vigilância dos que são chamados a conduzir para o bem o mundo inteiro.

Portanto, que a nossa vida responda, pois, à santidade do nosso ministério, para que a graça de Deus seja anunciada em toda a parte.

Padre Bantu Mendonça


Comentários

Outubro

51%

Confira a revista deste mês
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.


  • Comentários