22 maio 2010

Herdeiros da fé apostólica*

Hoje termina a leitura continuada que – durante estas sete semanas do tempo pascal – temos feito dos Atos dos Apóstolos, como primeira leitura e do Evangelho segundo São João como segunda. Os Atos mostram-nos a apaixonante história dos primeiros passos da Igreja e o anúncio missionário dos apóstolos sob a direção do Espírito Santo desde o dia de Pentecostes, em cuja véspera estamos. Por sua vez, o Evangelho de São João transmitiu-nos o testemunho do discípulo amado de Jesus sobre o mistério e a mensagem da Palavra de Deus feita carne. “E sabemos que o seu testemunho é verdadeiro”.

Tudo isso nos convida a refletir hoje sobre a tradição apostólica, isto é, sobre a herança dos apóstolos, testemunhas da Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo e fundamento da fé que recebemos na comunidade eclesial.

Desde o princípio surgiu na Igreja a tradição apostólica da fé, que nos liga com a Palavra de Cristo Jesus, em quem acreditamos, a quem amamos e em quem esperamos sem tê-Lo conhecido pessoalmente. Essa fé recebemo-la da comunidade cristã, transmitida fielmente de geração em geração desde há dois mil e dez anos. Somos herdeiros da fé multissecular de gerações de crentes que souberam realizar, no seu contexto histórico próprio, o diálogo da fé com a vida, com a cultura e com o mundo do seu tempo.

A apostolicidade é uma das notas da verdadeira Igreja de Cristo, como dizemos na profissão de fé: “Creio na Igreja, que é una, santa, católica e apostólica”. O que significa o seu caráter “apostólico”?

1º – Que a Igreja afirma a sua origem em Cristo mediante o testemunho e a pregação dos apóstolos, testemunhas da Sua Ressurreição e fundamento da fé dos crentes. 2º – Que por vontade expressa de Cristo, que é alicerce invisível e a Pedra angular da Igreja, esta tem como fundamento visível da sua unidade e permanência, a cadeira e sede apostólica de Pedro e o seu sucessor o Papa, bispo de Roma e cabeça do colégio episcopal, como São Pedro foi o primeiro entre os apóstolos. 3º – Apostolicidade significa, finalmente, fidelidade da comunidade eclesial à fé transmitida pelos apóstolos e imitação do seu exemplo mediante o apostolado, isto é, pelo serviço perene à missão recebida de Jesus, que é a evangelização do mundo.

Só assim a Igreja é apostólica em plenitude: porque crê, mantém e difunde a fé em Cristo, recebida do anúncio e testemunho apostólico.

Padre Pacheco

Comunidade Canção Nova.

*Cf. B, CABALLERO. A Palavra de cada dia. p. 259-260. Paulus: 2000.

Comentários