25 May 2018

Gravemos o valor sagrado do matrimônio em nosso coração

O matrimônio não é uma união de ilusões, paixões e noitadas, por isso seu valor sagrado precisa estar em nosso coração

“Por isso, o homem deixará seu pai e sua mãe e os dois serão uma só carne. Assim, já não são dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus uniu, o homem não separe!” (Marcos 10,7).

A Palavra de Deus nos coloca diante de um dos mistérios mais belos da criação de Deus. Há uma beleza incomparável na criação do homem e da mulher, mas a beleza se torna ainda maior quando Deus une essas suas realidades. O ser homem e o ser mulher se unem e formam uma só carne e, dessa união bela e abençoada brota a vida humana.

Estão buscando todas as formas e fórmulas possíveis para que a vida humana seja gerada por outro caminho, mas é um erro e uma ilusão, pois esse caminho é sagrado, é por onde brota a vida que vem do coração de Deus, Criador de todas as coisas. Ele concebe esse poder sagrado: a união do homem com a mulher.

É importante assumirmos o que a Palavra de Deus está nos dizendo hoje, porque não nos mostra essa união simplesmente como uma união carnal, de um homem que se deita com uma mulher e tem uma noite ou uma aventura. Não se trata de nada disso! Pelo contrário, é uma visão humana errada, equivocada e distorcida. A visão sagrada é outra, é a união de vida, coração, corpo, alma, é a união integral do homem com a mulher.

Não é uma união de ilusões, paixões e noitadas, por isso o valor sagrado do matrimônio precisa estar gravado no coração de cada um de nós, a começar pelos jovens que se preparam para assumir o valor sagrado do matrimônio.

Quando os dois se casam, ou os que já está casados, vão realmente mergulhar nessa dimensão profunda da união matrimonial. Não são dois corpos que se unem, não são duas pessoas que estão juntas para viver os impulsos carnais; pelo contrário, estão juntas para realizar o mistério sagrado da vida. Primeiro, essa via unitiva que traz a graça do homem e da mulher para se tornarem uma única realidade: a união conjugal, e dessa união linda e abençoada, fazer brotar a vida.

Quando tomarmos mais consciência do sagrado e permitirmos Deus entrar em nós para santificar-nos, renovar-nos, purificar e tirar de nós toda a visão mundana, a união conjugal do homem com a mulher se tornará também sagrada, abençoada e um mistério belo de ser vivido e contemplado.

Deus nos abençoe e dê cada vez mais a consciência do valor do sagrado.

Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Ajude a Canção Nova!

0%

Confira a ediçao especial da revista
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.