21 nov 2015

Eduquemos nossas crianças na fé

Não há coisa mais sagrada, mais bela e importante do que educar as crianças na fé. Desde o ventre, a mãe pode orar para que seus filhos sejam entregues aos cuidados de Deus

“Rejubila, alegra-te, cidade de Sião, eis que venho para habitar no meio de ti, diz o Senhor” (Zacarias 2, 14).

Que alegria celebrarmos, hoje, a Apresentação de Nossa Senhora no Templo! Celebramos os eleitos, os escolhidos de Deus, aqueles que querem realmente levar uma vida dedicada ao Senhor. Cada um está colaborando, dando a sua resposta ao plano salvífico do Pai.

Maria, desde criança, foi instruída nas coisas do Senhor, escolhida no princípio quando o pecado entrou no mundo. Seus pais eram de uma formação religiosa sólida, mas, acima de tudo, tinham o coração voltado para Deus e para as coisas sagradas. Queriam educá-la da melhor forma possível, por isso a entregaram ao Senhor, levaram-na no templo como oferenda agradável aos olhos d’Ele.

O que os pais de Maria fizeram entregando-a, consagrando-a a Deus, levando-a no templo, é o que todos os pais devem também fazer!

A primeira consagração e a mais importante delas é o batismo. Por meio dele, todos nós somos consagrados, ungidos e marcados para sermos propriedade do Senhor. Alguns não entendem por que batizamos as crianças, mas é justamente por causa disso. Não queremos que os nossos filhos sejam de Deus apenas quando crescerem; eles podem até fazer a opção de não serem, mas é importante saberem que, desde pequenos, seguem os pais na fé, na entrega, na vida voltada para as coisas do Senhor.

Por isso, desde pequenos nós começamos a trilhar os caminhos do Senhor. Não vamos esperar crescer, ter vontade própria e assim por diante, para pensarmos em entregar nossos filhos para Deus. Fazer isso é a mesma ignorância de achar que vamos esperar a criança crescer para decidir se quer ou não estudar, se quer fazer o bem ou não.

Tudo de bom que temos precisamos dar aos nossos. E não há coisa mais sagrada, mais bela e importante do que educá-los na fé. Desde o ventre, a mãe pode orar para que seus filhos sejam entregues aos cuidados de Deus.

Sabe, meus irmãos, às vezes começamos a viver traumas no ventre materno. E por que ficarmos parados somente nos traumas, nas coisas difíceis, na gravidez complicada, se podemos entregar nossas crianças aos cuidados do Senhor?

Louvo muito quando a mãe põe a mão em sua barriga junto com o pai e, todos os dias, oram pela vida que está naquele ventre. Quando a criança nasce, a preocupação dos pais em  levá-la para a igreja, consagrá-la pelo batismo.

Assim como Nossa Senhora foi apresentada ao Senhor, apresentemos a Deus nossos filhos. Assim como Maria cresceu sendo ‘menina de Deus’, queremos que os nossos meninos e meninas também sejam de Deus. Não basta esperar que seja uma coisa mágica: Eu vou na igreja, batizo a criança e pronto.

Maria foi educada todos os dias para ser uma mulher de fé. Eduquemos nossas crianças para que cresçam e sejam homens e mulheres de fé!

Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários

Setembro

50%

Confira a revista deste mês
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.


  • Comentários