06 abr 2011

É necessário praticar o bem todos os dias

Vocês viram que, ontem, o Evangelho terminou com a firme decisão dos fariseus de matar Jesus. O Evangelho de hoje é a continuação do de ontem.

Os fariseus não aceitam Jesus como Filho de Deus. Mas por que eles querem matá-Lo? Lembre-se de que o Senhor havia curado aquele paralítico no dia de sábado, conforme nos explicou o Evangelho do dia anterior. Para bem entendermos isso, precisamos ir até o livro do Gênesis, no momento da narração da criação. Ali, está a palavra-chave para nossa compreensão: descansou. Deus descansou no sétimo dia, após ter criado todas as coisas. O sábado, portanto, é um dia sagrado para os judeus, um dia de repouso, tendo em vista que o próprio Deus descansou neste dia.

Para os judeus, quem faz qualquer coisa nesse dia [sábado], inclusive curar, infringe a Lei. E o Senhor afirma que “Meu Pai trabalha sempre, portanto também eu trabalho”. Os judeus, diante dessa afirmação, querem matá-Lo porque, além de violar o sábado, Ele se considera igual a Deus e, para eles, não existia o “Filho”, mas somente Deus, o Pai. Naquele tempo, eles não tinham esse conhecimento sobre a Santíssima Trindade, como nós temos hoje em dia.

Jesus não “descansa” da obra da Salvação. Existem pessoas que querem “tirar férias” de Deus durante o período das férias: não participam da Santa Missa, não rezam, não leem a Palavra e assim por diante. Mas o Senhor não para: Ele continua atualizando Sua Salvação em cada Santa Missa, que é celebrada.

Em verdade, em verdade, eu vos digo: está chegando a hora, e já chegou, em que os mortos ouvirão a voz do Filho de Deus e os que a ouvirem viverão”. Há muitos “mortos-vivos” por aí. Pessoas que não acreditam em Jesus Cristo. E nós que somos batizados precisamos refletir se a nossa vida está de acordo com a nossa fé. Não basta levantar o braço e dizer que “Jesus é o Senhor da minha vida”. É preciso, nesta Quaresma, rever as próprias atitudes e perceber se elas condizem com a fé que proclamamos!

Jesus fez o bem em dia de sábado. E por causa disso Ele está condenado? Não. De jeito nenhum! Pelo contrário: o bem deve ser feito todos os dias. Não apenas no sábado. Mas também no domingo, na segunda-feira, na terça-feira, enfim, sempre.

Faça o bem. Faça a sua parte. E se o outro não quiser, não importa. Pratique o bem mesmo assim. Fazer o bem também cansa, às vezes. Principalmente quando este bem que praticamos não é reconhecido. Mas não se preocupe em ser “aplaudido” pelas pessoas. Se olharem para o bem que você faz, tudo bem. Mas se ninguém reconhecer este bem, saiba que o mais importante é continuar praticando-o até que o Senhor volte em Sua glória ou nos chame para estarmos com Ele na Eternidade.

Homilia de padre José Augusto durante a Santa Missa do dia 6 de abril de 2011, às 7 h na Canção Nova


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.

https://www.facebook.com/pe.rogeraraujo/?fref=ts

Comentários

Setembro

52%

Confira a revista deste mês
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.


  • Comentários