25 Aug 2018

Deus exalta os humilhados

Deus exalta o humilhado e se alegra com aquele que serve

Pelo contrário, o maior dentre vós deve ser aquele que vos serve. Quem se exaltar será humilhado, e quem se humilhar será exaltado” (Mateus 23,11-12).

Jesus enfrentava um grande problema com os religiosos da sua época: os fariseus e doutores da Lei, os chamados Mestres da Lei. Eles se colocavam acima dos outros, porque conheciam a Lei pelo estudo, pela dedicação em conhecer à letra ou porque tinham práticas religiosas; como tinham os fariseus que pagavam o dízimo, faziam jejuns e assim por diante. Entretanto, o conhecimento e as práticas religiosas tornavam esses homens orgulhosos e acima dos outros, eles se sentiam superiores pelo que sentiam, e humilhavam os outros, tinham na religião um modo de aparecer, destacar-se e, acima de tudo, exaltar-se.

Quando uma pessoa se exalta, ela geralmente humilha os outros, e Deus não se coloca ao lado de quem se exalta. Ele não se coloca ao lado de quem se incha de orgulho ou inflama-se por aquilo que sabe, tem ou realiza.

Deus exalta o humilhado e se alegra com aquele que serve. Não importa o que você sabe, importa menos ainda o que você tem ou o que você é. O chefe, o responsável pelo grupo, o coordenador… Somos apenas servos. O que precisamos, hoje, com muita urgência, é descobrir, em nossas igrejas e comunidades, onde estão os servidores, os servos do Senhor.

Muitas vezes, aparecem as lideranças, aqueles que gostam de aparecer, mas tudo aquilo que fazemos para Deus deve ter sempre o toque da sobriedade e da discrição. Não faço para chamar atenção para a minha pessoa, faço com a maior discrição possível para que eu não me sobressaia naquilo que realizo, mas o Senhor, que é a causa da minha dedicação e da minha entrega ao Reino de Deus.

Jesus precisa de discípulos que sejam servos, e não senhores, mestres, entendidos nem gostem de aparecer com aquilo que realizam. Aqueles que se escondem não se escondem, porque não querem trabalhar; pelo contrário, trabalham com intensidade e dedicação pelo Reino de Deus, porém não aparecem, não ganham estrela, não são destacados, não são aplaudidos nem reconhecidos por outras pessoas. Deus, no entanto, é quem reconhece todas coisas e, de fato, faz a sua obra por amor ao Reino de Deus.

Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Ajude a Canção Nova!

0%

Confira a ediçao especial da revista
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.