01 set 2010

Curados para servir; ou enfermos permaneceremos!

Lucas, quando vai escrever o seu Evangelho, tem um desejo muito claro: relatar os feitos de Jesus. Todavia, em Jesus, Lucas que mostrar um Deus que é Pai, que se revela em Jesus Cristo, que é tomado de compaixão, amor e misericórdia pelos que mais sofrem, ou seja, pelos pecadores, pelos marginalizados, por aqueles que não possuem vez nem voz na sociedade. É destes, para Lucas, que o Pai – revelado pelo Filho (Jesus Cristo) possui uma predileção toda especial.

Cristo sai da Sinagoga e entra na casa de Pedro – exatamente nestes termos, pois da casa do apóstolo à Sinagoga não dá 40 metros; é exatamente ao lado. O Senhor se compadece da sogra de Pedro e a cura; a cura acontece, porque a mulher enferma faz a sua parte e entende para que o Senhor a quer curar; isso é muito importante no processo de cura de cada um de nós. Explico. Muitas e muitas pessoas não são curadas de suas enfermidades, não porque Deus não as queira curar; pelo contrário! O milagre da cura é um milagre de mão dupla, ou seja, Deus faz a Sua parte e nós devemos fazer a nossa. Uma coisa é certa: no tempo do Altíssimo, a cura acontecerá em nós se fizermos a nossa parte. E qual é a nossa parte? A nossa parte é decidirmos nos colocar a serviço dos outros, já no instante em que suplicarmos a cura. A pergunta que devemos fazer é esta: para que quero ser curado? A cura só acontece quando nos colocamos a serviço de nossos próximos. Diz a Palavra de Deus que os dez leprosos foram curados, mas somente um veio agradecer ao Senhor; a situação não é bem assim, pois a cura não foi completada em nove; somente em um. Pois este veio agradecer? Não, porque daquele momento em diante agradeceu de forma diferente e fundamental: se colocou a serviço. A cura completa que o Senhor quer fazer em nós é esta que nos coloca a serviço dos irmãos. Aquele leproso que veio agradecer… a sogra de Pedro… todos estes se colocaram a serviço logo após a cura acontecer; aliás, antes da cura acontecer, pois quiseram ser curados de suas enfermidades para se colocar a serviço e por isso foram curados.

E nós, meus irmãos e irmãs? Para qual objetivo queremos ser curados? Sim, pois como todos aqueles que eram apresentados a Jesus para serem curados, ali no meio deles encontramo-nos todos nós: ansiosos pela  cura – ou pelas curas – de que tanto necessitamos. Para qual objetivo – repito – queremos ser curados? Para levarmos a nossa vidinha do jeito que estamos levando? Para continuarmos a viver esta vida que estamos vivendo de forma medíocre e sem sentido, pois só pensamos em nós e nunca nos outros? Ou queremos ser curados para nos colocarmos a serviço, a serviço da nossa santidade e da santidade dos irmãos e irmãs?

O Senhor somente cura aqueles e aquelas que querem ser homens novos, mulheres novas, para aniquilarem suas vidas num profundo sentido de vida, no serviço de todos aqueles que mais necessitam de sentido e esperança. Muitas vezes, queremos a cura de Deus para voltarmos ao pecado. Sim, voltarmos ao pecado, pois doentes não pudemos mais viver a vida que estávamos vivendo: uma vida sem Deus, longe da Sua vontade.

Mas também é fundamental nos convencermos de uma coisa, também, fundamental para a cura: quem busca a cura de Deus jamais vai ser curado. Só é curado quem busca o Deus da cura e a Sua vontade na certeza de que se colocará imediatamente a serviço dos outros. Como diz a Palavra, muitos eram levados até Jesus; ora, se eram levados é porque existiam pessoas que os levavam. Com certeza, aqueles que levavam eram pessoas curadas e estavam a serviço dos enfermos, para que viessem a saborear a mesma cura que aqueles haviam recebido. Busquemos não a cura de Deus, mas o Deus da cura, se verdadeiramente queremos ser curados, libertos e restaurados.

Padre Pacheco

Comunidade Canção Nova

Comentários

Outubro

53%

Confira a revista deste mês
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.


  • Comentários