21 Nov 2010

Cristo Rei do Universo

Hoje celebramos com toda a Igreja a Solenidade de Cristo Rei do Universo. Mais do que Rei do Universo – pois Cristo já é o Rei dele, pois foi Ele, com o Pai, que tudo fez em unidade com o Espírito Santo – Cristo Jesus quer ser Rei do universo do coração e da vida de cada um de Seus filhos, ou seja, cada um de nós, pois tal filiação se deu no nosso batismo.

Segundo o Evangelho, pela Morte de Cristo na cruz nos foi garantido o paraíso,  no qual a morte não possui mais a última palavra na nossa vida; na cruz, pela Morte e Ressurreição, Cristo garante a realeza e o poder sobre tudo, inclusive sobre a morte.

Em Cristo, somos convidados para reinar com Ele. Reinará com Ele quem se deixar submeter por este reinado de amor, que conduz para a verdadeira liberdade. Quem não se deixar reinar por Cristo, deixar-se-á reinar pelas forças contrárias a Ele: as forças do mal; forças estas que reinavam na vida daqueles que O mataram.

Os malfeitores querem uma prova de que Jesus é Rei, pedindo que se salve, que desça da cruz.  Cristo prova (mesmo não querendo mostrar e provar nada para ninguém, pois tudo o que faz é para obedecer ao Pai) que é Rei e Salvador à medida que toma a decisão de não descer da cruz; descer da cruz é fácil: qualquer covarde tem condições de fazê-lo. Agora, assumir a cruz e ir até o fim, aqui está a prova da realeza e do poder de Deus.

Se quisermos reinar com Cristo – para isso existimos e somos chamados – devemos tomar a decisão de assumir a nossa cruz e ir até o fim, a exemplo de Jesus Cristo. Fugir da cruz, descer da cruz, é o ato mais covarde que existe.

Jesus quer reinar na vida de cada um de nós e ser o único Rei; enquanto Ele não ser o nosso único Senhor, o nosso único Rei, nunca seremos felizes e realizados; sempre estaremos frustrados e sem sentido na vida.

Todos nós trazemos dentro de nós um senhor o qual servimos e somos subordinados; então, que seja o Senhor Jesus este que reine e nos realize na vocação a que somos chamados. Não interessa o tempo e a circunstância da nossa vida, a exemplo do “bom ladrão”; o que importa é que venhamos, nem que seja no último instante da nossa vida – se tivermos tempo e oportunidade – a dar o nosso consentimento a Cristo para que Ele possa reinar na nossa vida. Quem não tem Jesus como seu Rei, terá tudo e todos como seus senhores e nisso haverá a decepção e a infelicidade eterna.

Que nesta festa de Cristo Rei, tenhamos a coragem de romper com tudo aquilo que tomou lugar do senhorio de Jesus em nossa vida; que venhamos a eliminar tudo isso que ocupa o lugar de Cristo Rei em nossa vida, para que só Ele – exclusivamente Ele – possa reinar em nós.

Padre Pacheco

Comunidade Canção Nova

Novembro

47%

Confira a revista deste mês
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.