18 Apr 2010

Cristo na Glória e na Igreja

Muitas pessoas dizem acreditar em Jesus, mas não querem se comprometer com a comunidade da Igreja. Talvez até entre numa igreja bonita e espaçosa para, ao voltar do serviço, descansar um pouco, mas Igreja como comunidade não as atrai. Pretendem acreditar em Cristo, mas não querem saber da sua comunidade. Às vezes, vira até caricatura: invocam a ajuda de Cristo e de todos os santos para resolver uns probleminhas pessoais, mas não ligam para Sua grande obra, a comunidade que Ele fundou. Será Jesus apenas um quebra-galho para uso pessoal?

Conforme a liturgia de hoje, Jesus ressuscitado está misteriosamente presente na Igreja. O Evangelho conta como Cristo ressuscitado aparece aos apóstolos enquanto estes estão pescando, sem êxito, no lago de Genesaré. Sua presença os faz pescar grande número de peixes grandes – cento e cinquenta e três, imagem na multidão que, logo nos primeiros anos, aderiu a Cristo na Igreja. Na primeira leitura ouvimos o atrevido dos apóstolos, apesar de proibidos de falar no nome de Jesus. É no testemunho da Igreja que o Ressuscitado vive para o mundo. Querer ter Jesus sem a Igreja é como querer transportar água sem balde. E este Jesus é o Senhor glorioso, adorado por todos os santos dos céus, como nos mostra o Apocalipse  (segunda leitura). Que Ele seja adorado assim na terra também.

Viver como cristão é viver da Palavra de Deus em Jesus Cristo. Esta Palavra é a instância suprema de nossa vida. Importa mais obedecer a Deus do que aos homens, diz Pedro às autoridades de Jerusalém que o querem proibir de anunciar o Cristo ressuscitado (cf. At 5,29).

Ora, a Igreja serve exatamente para guardar viva a Palavra de Jesus e a  Sua presença no meio de nós. A Igreja não serve para si mesma ou para satisfazer a ambição dos padres; ela tampouco serve para construir ricos templos. A Igreja existe para dar a todos os seres humanos a oportunidade de conhecer Jesus morto e ressuscitado, de tomar refeição com Ele – como os Seus primeiros discípulos -, de acolher e cumprir Sua Palavra, sempre de novo traduzida e explicada conforme as exigências de cada momento. Ela existe para constituir comunidade, necessária para que o mandamento e o exemplo de amor deixados por Jesus sejam transmitidos e postos em prática, pois é impossível amar sozinho. A Igreja serve para fazer acontecer, sempre, no mundo, a prática de Jesus – na justiça e no amor eficaz ao próximo. Se ela fizer isso, ela partilhará para sempre a glória que Deus deu ao “Cordeiro”, por ter-se sacrificado por nós. Pois Deus ama o amor que dá a vida pelos outros. E quem faz isso, como Cristo, já vive um pouco o céu. A Igreja serve para nos ajudar nisso.

Padre Pacheco

Comunidade Canção Nova

Dezembro

37%

Confira a revista deste mês
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.