19 Aug 2017

Consagremos nossa casa ao Senhor

Josué fez uma escolha: “Eu e minha casa serviremos ao Senhor”. A quem sua casa e sua família querem servir?

“Contudo, se vos parece mal servir ao Senhor, escolhei hoje a quem quereis servir: se aos deuses a quem vossos pais serviram na Mesopotâmia, ou aos deuses dos amorreus, em cuja terra habitais. Quanto a mim e à minha família, nós serviremos ao Senhor” (Josué 24,15).

:: Participe do Aprofundamento Estudo da Palavra com padre Roger Araújo

Josué é para nós o referencial de um chefe de família. Ele pegou a sua família nessa terra onde ele agora foi habitar, a terra onde o povo de Deus foi viver, e sabia que, naquela terra, havia deuses pagãos, deuses da Mesopotâmia e assim por diante. Mas ele disse: “Não serviremos a esses deuses, não assumiremos as práticas que eles fazem. Eu e toda a minha família serviremos ao Senhor”.

A questão é para cada um de nós: a quem nós serviremos? A quem consagraremos e entregaremos a nossa casa e a nossa família? Todo pai e toda mãe precisam ter a consciência daquilo que a família é, e a quem ela serve.

Não podemos nos curvar diante do paganismo moderno. Há toda uma influência pagã no mundo em que vivemos, a todo um cheiro de modernidade que tem suas vantagens, seus valores, que nos ajudam a nos comunicarmos, trazem para o meio de nós muitas modernidades que são necessárias, mas perigosas ao mesmo tempo, pois nos tornam verdadeiros escravos da mentalidade perversa do mundo atual.

A primeira coisa é que essa modernidade nos tira da presença de Deus. Nossas famílias estão conectadas demais com redes sociais, com televisão, com internet e tantas coisas! Muitas vezes, nossas famílias não têm tempo para ser família, para estar conectado um com o outro, para estar na presença de Deus.

Quanto é difícil tirar uma criança do computador, do celular, do smartphone! Não só as crianças, mas os pais e as mães também! Muitas vezes, estes estão o tempo inteiro conectados e a família não consegue ter mais meia hora por dia para rezar o terço, para meditar a Palavra de Deus, porque estão o tempo inteiro conectados, mesmo que seja com coisas boas, vendo coisas da Igreja. É uma servidão, é uma escravidão, uma mentalidade pagã que nos rouba de nós, da nossa casa e da nossa família.

Precisamos nos libertar e fazer uma escolha: a quem nós serviremos? À mentalidade pagã? À mentalidade mundana? À mentalidade que nos escraviza? Ou a nossa casa servirá ao Senhor? A nossa casa terá tempo para o Senhor?

Não é simplesmente fazer uma escolha da boca para fora: “A minha casa é de Deus. A minha família toda é de Deus”. Como ela é de Deus? Vocês rezam juntos?

Às vezes, uma família cristã não se reúne nem para fazer uma refeição! As famílias de hoje não rezam, estão nos roubando uns dos outros. Sua família lê a Palavra de Deus unida? Os casais rezam um pelo outro?

Josué fez uma escolha: “Eu e minha casa serviremos ao Senhor”. A quem você quer servir? A quem sua casa e sua família querem servir?

Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Dezembro

37%

Confira a revista deste mês
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.