04 jun 2015

Com alegria, celebramos o grande mistério de nossa fé

Com alegria, na Solenidade de Corpus Christi, celebramos o grande mistério de nossa fé. O Senhor está no meio de nós, vivo, presente, sobretudo, no Sacramento da Eucaristia.

“Jesus tomou o Pão e, depois de o benzer, partiu-o e deu-lho, dizendo: ‘Tomai, isto é o meu corpo’. Em seguida, tomou o cálice, deu graças e apresentou-lho, e todos dele beberam. E disse-lhes: ‘Isto é o meu sangue, o sangue da aliança, que é derramado por muitos'” (Marcos 14, 23-24).

Nós hoje celebramos a Solenidade de Corpus Christi, o Corpo de Cristo; a grande alegria de celebrarmos o mistério de nossa fé na Eucaristia, por meio da qual o próprio Senhor se dá a nós como nosso alimento, como refeição para nossa vida em Deus.

Porque, na verdade, a última refeição de Jesus, antes da Sua morte, tem uma riqueza de significados e uma relevância muito grandes. Os próprios apóstolos que dela participaram, num primeiro momento, não puderam compreender ou abraçar toda a riqueza ali celebrada. A Páscoa do Senhor começa na Eucaristia e se estende até Sua morte e depois se prolonga na Sua ressurreição. E há uma grandeza nesse lindo mistério: o Cristo, que morre na cruz e ressuscita glorioso, é o mesmo Cristo a quem nós comungamos na Eucaristia.

Veja que beleza e que riqueza: o Cristo, que está pregado na cruz, onde vemos o Seu Corpo todo dilacerado e maltratado, é o Cristo glorioso que vive, ressuscita e traz vida nova a todos nós! Esse mesmo Jesus nós recebemos sob as espécies do pão e do vinho, que se transformam no Corpo e no Sangue de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo [na Celebração da Santa Missa].

É grande, é belo, é extraordinário e maravilhoso o que celebramos hoje – e que acontece todos os dias nas igrejas do mundo inteiro – quando o sacerdote, nas suas mãos, pega o pão e diz: “Tomai, isto é o meu corpo!”, não é o meu corpo, o corpo do padre Roger, ou o de qualquer outro sacerdote; é o próprio Corpo do Senhor! Quanta ousadia ao pegar o cálice e dizer: “Este Sangue é o de Cristo!”.

O Senhor Jesus está no meio de nós, vivo, presente e jamais ausente. Ele faz com que Sua presença seja mais intensa entre nós, sobretudo, no Sacramento da Eucaristia. Por isso hoje honras, louvores, glórias, ação de graças, adoração e prostração diante d’Aquele que é o nosso Deus!

A Jesus, o Senhor, toda a honra e toda a glória agora e para sempre! Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo!

Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários

Setembro

50%

Confira a revista deste mês
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.


  • Comentários