12 Mar 2018

Assuma ser um pai de família

É importante entender que todo pai de família é uma condição por excelência no coração de Deus

“Havia em Cafarnaum um funcionário do rei que tinha um filho doente. Ouviu dizer que Jesus tinha vindo da Judeia para a Galileia. Ele saiu ao seu encontro e pediu-lhe que fosse a Cafarnaum curar seu filho, que estava morrendo” (João 4,46-47).

Esse funcionário do rei está em Cafarnaum para procurar Jesus, mas não na condição de um funcionário do rei, isso mostra a sua condição social e, sobretudo, que ele não era um judeu. Ele era um pai de família, trabalhador (tinha um grau de relevância) porém, mais importante do que o cargo que ele ocupava, é quem ele era.

É importante entender que, todo pai de família é uma condição, por excelência, do coração de Deus. É uma condição muito sagrada e todo pai de família precisa assumir com humildade, mas com amor no coração – a graça que tem de ser um pai.

Assuma ser um pai de família, assuma ser o pai dos seus filhos. Geralmente, é uma mãe que vai em busca da cura, do cuidado e das necessidades do filho. Diversas passagens do Evangelho nos mostram isso, mas, a de hoje chama atenção pelo fato de ser um pai.

Quero chamar os pais para que; assumam ser pai, assumam seus filhos; ser pai é uma graça divina e sublime!

O que deixa a humanidade doente, como essa criança do Evangelho, é o fato de não terem pais que assumam o valor sagrado de ser pai. Pai não é somente aquele que gera o filho; pai é aquele que gera e tem a primeira responsabilidade. Eu chamo à atenção de todos aqueles que, assumam a responsabilidade de serem pais dos seus filhos, não é simplesmente colocar o nome na certidão de nascimento; é amar, é cuidar, é se fazer presente, é interceder.

Quero que Deus abençoe demais os pais que têm zelo, amor, que se preocupam e se dobram. Não pense que ser pai é apenas trabalhar e colocar o dinheiro dentro de casa, alguns pensam: “eu já coloco comida dentro de casa; eu já pago pensão”(…). Ser pai é ser presente, é ser presença, é ser vida, é carregar no colo, é dialogar, escutar, é suplicar e saber o que está acontecendo, é ir pedir pelo seu filho.

Um filho não precisa somente de uma mãe, para ser filho ele precisa de pai e mãe. Portanto, seja pai, olhe para aquele que é o nosso Pai: Deus. E, não queira ser um pai menor; pode ser que isso seja pesado aos seus ombros, mas não se esqueça que a graça de Deus está com você.

O que comoveu o coração de Jesus, não foi por esse homem ser um funcionário do rei; não são as preocupações que vão comover o coração de Deus, e sim, o fato de que, ser pai já te aproxima d’Ele. Conte com a graça de Deus, para ser o melhor pai do mundo, porque é isso que Ele quer que você seja!

Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Ajude a Canção Nova!

Maio

54%

Confira a ediçao especial da revista
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.