16 jul 2016

A exemplo de Maria, aprendamos a nos entregar a Deus

Maria é sinal de entrega, de escolha e doação, do ser todo de Deus. Maria é aquela que, acima de tudo, busca fazer a vontade do Pai

Pois todo aquele que faz a vontade do meu Pai, que está nos céus, esse é meu irmão, minha irmã e minha mãe” (Mateus 12, 50).

 

Amados, em Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, hoje, celebramos a Mãe de Jesus. Ela não é Mãe somente por excelência, por devoção ou adoção, mas Mãe da humanidade de Cristo. Como não separamos a humanidade da divindade de Jesus, ainda que a divindade seja eterna por excelência, Maria é a mãe do Cristo todo. De fato, Maria entregou todo seu ser a Deus, para que, ao ser habitada, o Cristo saísse dela para ser o Senhor de toda a humanidade.

Maria é um sinal para todos os tempos! É sinal de entrega, escolha e doação, do ser todo de Deus. Maria é aquela que, acima de tudo, busca fazer a vontade do Pai.

Jesus não está exaltando aquela que é apenas Sua Mãe por uma escolha, mas porque ela correspondeu na vida, nos atos, em tudo aquilo que foi sua vida, a essa escolha do Pai.

Se pudermos dar um nome a Virgem Maria, esse nome é ‘vontade de Deus’. Ela foi toda voltada para a vontade do Pai. Você pode perguntar: “Ela não teve vontade própria?”. Ela converteu, convergiu, entregou sua vontade para que se unisse à vontade de Deus. Por isso, foi uma mulher plena, realizada, uma mulher feliz, e para nós é sinal de realização, felicidade e busca da vontade de Deus.

Maria é a mulher que se entrega inteiramente para Deus sem reservas. Precisamos, cada dia mais, aprender com ela a nos entregar a Ele, a não termos medo nem dúvidas de que nos entregando à vontade de Deus a nossa vontade se plenifica!

Como vou fazer? Não vou ter vontade própria? Vamos cuidar, porque, muitas vezes, nossas vontades próprias são recheadas de orgulho, egoísmo, vaidade, falsas pretensões humanas. Muitas vezes, nossa vontade própria nos conduz ao caminho errado, faz-nos tropeçar pelo caminho. Não é achar que Deus vai fazer de nós robôs ou bonecos. Ele leva em conta nossa inteligência, nossa sabedoria e capacidade de escolha. Na verdade, ele está dizendo que, em tudo que fizermos, se unirmos nossa vontade com a d’Ele, a bênção e a graça estarão nos acompanhando.

Que Maria, aquela que é toda cheia de graça, porque aceitou a vontade de Deus, ensine-nos, a cada dia, a vivermos nossa vontade unida à vontade de Deus!

Que Deus seja sempre mais em nossa vida!

Deus abençoe você!

repensando-a-vida

Adquira em nossa Loja Virtual o livro do padre Roger


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.

https://www.facebook.com/pe.rogeraraujo/?fref=ts

Comentários