01 nov 2014

Que todos os santos e santas de Deus roguem por nós

Que todos os santos e santas de Deus roguem por nós! O Senhor deseja que todos nós sejamos santos, que busquemos viver as bem-aventuranças evangélicas e que nossas virtudes reflitam o amor d’Ele.

“Bem-aventurados os pobres em espírito, porque deles é o Reino dos Céus” (Mateus 5,3).

Amados irmãos e irmãos no Senhor, nós hoje celebramos com muita alegria a Festa de Todos os Santos. Quando nos referimos a todos os santos estamos nos incluindo, porque, na verdade, este deve ser o anseio do nosso coração: a santidade de vida.

Buscar a santidade de vida significa conseguir o passaporte, mais ainda: conseguir o visto, a autorização, o ingresso para a entrada nos céus. Somente ao vivermos a santidade e a integridade de vida é que vamos garantir o nosso lugar, que está preparado para nós! Como disse Jesus: Na casa de meu Pai há muitas moradas ” (João 14,2).

Nós hoje queremos nos lembrar de todos os homens e mulheres que viveram uma vida bem-aventurada, que lutaram pela justiça, viveram uma vida justa na Terra e, hoje, estão povoando o céu, estão ao lado de Deus.

Nós costumamos nos referir aos santos que já foram canonizados, como por exemplo, São Francisco, Santo Antônio, Santa Clara e tantos outros. No entanto, a Igreja e a Palavra de Deus nos ensinam que todo aquele que viveu a vida em Deus viverá para sempre com o Senhor no céu! De modo que os santos, que já são canonizados, são nossos intercessores, modelos de vida, referenciais, por isso a Igreja no-los dá como modelos e como exemplos de vida. Não que os outros não o sejam. Que vida santa tiveram meu avô e minha querida avó! Não serão canonizados, mas eu sei o tamanho da santidade que viveram.

Tenho certeza de que você conheceu muitos santos onde você está, pessoas que realmente viveram uma vida em Deus e agora habitam para sempre com Ele no céu. Então, é a eles que nós estamos celebrando hoje, todos os santos!

Celebrando todos os santos, celebramos também aquele que é o Autor de toda a santidade: Deus, Nosso Pai, todo Santo. A santidade de Deus deve resplandecer nos filhos d’Ele, por isso hoje proclamamos as bem-aventuranças, em cujo trecho bíblico lemos que são felizes os pobres, os aflitos, os mansos, os que têm fome e sede de justiça; os misericordiosos, os puros de coração, os pacíficos e todos aqueles que são perseguidos e injuriados por causa do Reino dos Céus (cf. Mateus 5,3-10).

Na verdade, essas são coisas (cf. Mateus 5,3-10) que o mundo não valoriza, são os ingredientes, ou melhor, os adjetivos daqueles que vivem a santidade. Ser bem-aventurado quer dizer ser feliz! Não há felicidade mais plena do que – por mais dura que seja a vida aqui  – viver a vontade de Deus em nossa vida! A vontade que o Senhor tem para todos nós é que sejamos santos, é que busquemos viver em nossa vida as bem-aventuranças evangélicas, que deixemos resplandecer as virtudes do Seu amor presente em nós.

Todos os santos e santas de Deus, rogai por nós!

Deus abençoe você!

Comentários

comentário(s)

↑ topo