20 out 2017

Sejamos fermentados pela graça de Deus

A graça do Evangelho nos forma e orienta, a cada dia, para lutarmos e combatermos a hipocrisia

“Tomai cuidado com o fermento dos fariseus, que é a hipocrisia” (Lucas 12,1).

A primeira coisa necessária é entender a importância do fermento, que leveda e dá consistência à massa. Sem a presença do fermento, a massa fica murcha, não tem o mesmo sabor.

Precisamos ser fermento no mundo, mas, primeiro, precisamos ser fermentados pela graça de Deus, pois é a graça d’Ele que nos dá consistência, que eleva o sentimento da alma e do coração e, acima de tudo, traz o sabor e o valor do Reino de Deus para nós.

Os discípulos de Jesus não podem ser outra coisa no mundo senão o fermento da graça divina, ou seja, levedar, sinalizar e ser a grande presença que faz a diferença.

Fico pensando na mulher que se dedica a fazer o pão, o bolo… Ficam até gostosos, mas não têm fermento! Olhamos para aquele bolo e está murcho, sem consistência, faltou o fermento.

O mundo de hoje está murcho, a vida de muitas pessoas murcharam, perderam a graça e a consistência por falta do bom fermento.

Meus irmãos e irmãs, precisamos ser fermentos na massa, no mundo que está contaminado por tantas maldades e coisas erradas. Resta-nos transformar este mundo pelo exemplo e pelo testemunho. No entanto, tomemos muito cuidado! A advertência de Jesus, no Evangelho de hoje, é: “Tomai cuidado com o fermento dos fariseus, que é a hipocrisia”. Temos de cuidar para que o nosso fermento não seja contaminado pela hipocrisia, para que não seja um fermento hipócrita no meio do mundo em que vivemos.

É muito fácil ser hipócrita; é muito difícil ser autêntico e verdadeiro. A graça do Evangelho nos forma e orienta, a cada dia, para lutarmos e combatermos a hipocrisia. E o que é a hipocrisia senão aparentar ser o que não é? O que é a hipocrisia senão falar do que não vive? A hipocrisia é dizer uma coisa e viver outra. É verdade que nenhum de nós é perfeitos nem santo, mas é verdade também que precisamos querer ser perfeitos e santos.

Há coisas que não consigo viver como deveria, e não posso ser hipócrita ao dizer que é errado o que é certo. Eu sei que há coisas que eu faço, que estão erradas e eu reconheço meu erro.

Peço a Deus que me ajude, auxilie-me e direcione a minha vida. E não é porque eu estou tendo essa prática errada, que ela é exemplo para os outros. Não! A minha prática errada está errada. Corrija-se. Tome cuidado. Reveja a sua vida. Lute. Combata. Não podemos levantar uma placa e dizer: “Viva isso. É assim mesmo. Eu nasci assim, vou morrer assim”.

Não deixemos que o fermento da hipocrisia conduza nossa vida. Não sejamos para outros exemplos dessa mesma prática. Com a humildade, a graça de Deus nos ajuda, mas com orgulho a hipocrisia só nos incha e faz viver cada vez mais orgulhosos e soberbos. Deus não nos quer orgulhosos nem soberbos, mas quer que vivamos, acima de tudo, a luta pela santidade.

Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários

Outubro

49%

Confira a revista deste mês
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.


  • Comentários