01 set 2015

Jesus tem autoridade sobre os espíritos malignos

Precisamos nos submeter à autoridade de Jesus para que Ele purifique o nosso coração, a fim de que mande para longe de nós toda ação do maligno!

Cala-te, e sai deste homem!” (Lucas 4,35).

Nós, hoje, estamos refletindo a autoridade que Jesus tem sobre os demônios e os espíritos malignos. A autoridade d’Ele, que vem do Pai, age no poder do Espírito e é cada vez mais reconhecida pelo povo, sobretudo, porque não é humana, mas uma autoridade de vida. Ele vive o que prega, aquilo que crê; Ele é revestido da graça do Alto.

Quando vivemos uma vida coerente, quando vivemos uma vida em Deus, os demônios não têm poder sobre nós, pois eles não se misturam àquilo que é puro, justo e correto.

Quem de nós vive cem por cento puro ou íntegro? Todos nós podemos nos esforçar para viver uma vida de pureza e integridade nos pensamentos e sentimentos, na vontade e, mais ainda, submetermo-nos à autoridade de Jesus, porque Ele tem poder sobre os espíritos impuros. 

Os demônios são espíritos malignos que estão aí para oprimir a humanidade, oprimir os corações e semear confusão no meio de nós. Muitas vezes, chegamos numa casa onde as coisas estão perdidas, perniciosas, parece que tudo está azedo e amargo. Precisamos invocar a autoridade de Jesus sobre essa casa, sobre esse lugar e essa família.

Quando olhamos para nossa própria vida, não é que estejamos possessos pelo demônio e ele esteja reinando em nós; não que nos contaminamos, muitas vezes, por aquilo que os demônios semeiam nos ares, mas vivemos rodeados de pessoas e de situações diante das quais, muitas vezes, há maledicência, fofocas e conversas inconvenientes. Quantos de nós deixamos essas coisas entrar em nossos ouvidos e tudo vai para a nossa cabeça e nosso coração? São coisas que só nos fazem mal! Isso nos oprime por dentro e por fora!

Precisamos nos submeter à autoridade de Jesus, para que Ele purifique o nosso coração, para que mande para longe de nós toda a ação do maligno.

Não podemos deixar os demônios falarem em nós e por meio de nós; precisamos dizer o que Jesus disse e fazer o que Ele fez: “Silêncio! Cala-te!”. Quando a confusão, o ressentimento, o ódio e a inverdade começam a tomar força em nosso meio, precisamos ser revestidos por essa força do Alto e não permitir que o maligno ajam em nós, porque maior é o Deus a quem servimos!

Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.

.

Comentários

comentário(s)

↑ topo