21 ago 2014

Todos nós somos convidados a participar do banquete do Senhor

A Palavra de Deus, meditada hoje, nos diz que todos nós somos convidados a participar do banquete do Reino de Deus. E que podemos aceitar convite ou ser indiferentes a ele.

Mas os convidados não deram a menor atenção: um foi para o seu campo, outro para os seus negócios,outros agarraram os empregados, bateram neles e os mataram” (Mateus 22, 5).

 

O Reino dos Céus hoje, para nós, é comparado a um rei que faz uma grande festa de casamento para o seu filho e, nessa festa, ele manda convidar aqueles que são mais próximos, mais queridos, que fazem parte da história do filho e dessa família. No entanto, os convidados começam a colocar dificuldades, empecilhos e não vão à festa que esse rei preparou. O rei, que já estava com tudo preparado manda, então, chamar outros para que venham à festa de casamento. Ele disse algo deste tipo: Sim, tragam a quem vocês encontrarem pelas encruzilhadas, pelos caminhos da vida, trazei maus e bons, trazei-os para a festa de casamento (cf. Mt 22, 9 -10).

Deixe-me dizer uma coisa a você: mesmo quem veio maltrapilho, mesmo quem veio deste mundo, não estava nem aí para o Espírito e precisou se revestir para estar na festa do casamento, para, de forma digna, participar desse acontecimento, duas coisas essa Palavra, hoje, quer dizer ao nosso coração, primeiro: todos nós somos convidados a participar do banquete do Reino de Deus, todos nós verdadeiramente! Nós temos duas maneiras de responder ao convite: ou aceitamos o convite e vamos ao encontro daquilo a que somos chamados e, assim, começamos a fazer parte da dinâmica do Reino de Deus ou a nossa resposta pode ser a nossa indiferença.

Quantos recusam, não ligam, porque estão demasiadamente ocupados com suas tarefas, com seus trabalhos e com suas obrigações, e não têm tempo de responder ao generoso convite de Deus. Nós, muitas vezes, nos fechamos em nossas coisas, em nossas obrigações e ocupações e não temos tempo para Deus.

Ao passo que, se damos o nosso “sim” ao convite, precisamos entender que não basta apenas dizer “sim”, é preciso vestir a roupa nova do banquete de Deus. Vestir-se dessa roupa significa: revestir-se de um novo comportamento, de uma nova mentalidade, é a veste do homem novo e da mulher nova que aceitaram o convite do Mestre para participar do Seu banquete e, agora, vivem de acordo com o coração e com a mentalidade do Reino de Deus.

Deus abençoe você!

Comentários

comentário(s)

↑ topo